Informa Economics IEG | FNP is part of the Business Intelligence Division of Informa PLC
This site is operated by a business or businesses owned by Informa PLC and all copyright resides with them. Informa PLC's registered office is 5 Howick Place, London SW1P 1WG. Registered in England and Wales. Number 8860726
Informa



Imprensa

Receba nossa Newsletter



Informa Economics FNP

28/06/2012 - Mudanças nos hábitos de consumo criam novas oportunidades para a cadeia de carnes

São Paulo, 28 de junho de 2012 – Que o consumo de carnes cresceu e vai continuar aumentando não é novidade para ninguém. Segundo as estimativas do ANUALPEC 2012, o consumo médio per capita anual de carnes no Brasil deve passar de 95,3 quilos em 2011 para 97,5 quilos neste ano. Entre as carnes, a fatia que mais deve crescer é a de frango: 4% superior à do ano passado, para 49,2 quilos per capita, conforme a expectativa da Informa Economics FNP. Na sequência, a carne bovina, com elevação de 3% em 2012, para 33 quilos per capita.

“O acelerado crescimento do consumo de proteínas animais não se deve apenas ao aumento da população mundial. O fator mais importante é o surgimento de um grande contingente populacional, que ascendeu em termos econômicos e tem melhores condições de acesso a esses alimentos”, explica o diretor-técnico da Informa Economics FNP, José Vicente Ferraz. No Brasil, por exemplo, estima-se em 60 milhões o número de habitantes que saiu da classe D para as mais privilegiadas. Em 2006, 34% da população se encaixava no estrato definido como classe C; em 2011, o percentual foi de 54%, segundo a pesquisa do BNP Baripas.

De acordo com a professora da Universidade de São Paulo (FEA-RP/USP), Maria Stella B. Lemos de Melo Saab, as pessoas que possuem uma renda de até US$ 7/dia, quando conseguem qualquer aumento nos rendimentos, gastam-no em produtos alimentícios. Quanto maior a renda, maior o consumo de carnes e de produtos mais caros, principalmente dos cortes de primeira. Na mesma situação, a compra de linguiças e mortadela diminui, da mesma forma que os cortes bovinos de segunda e as carnes de aves.

Evolução da renda per capita e consumo de carnes no Brasil



Fonte: Anualpec 2012; Markestrat

Impacto na cadeia

A mudança nos hábitos de consumo gera impactos em toda a cadeia, sejam para produtores rurais, frigoríficos, fornecedores de insumos, fabricantes de máquinas e equipamentos, indústria de alimentos ou até mesmo distribuidores e varejistas. “Para se adaptarem às novas exigências dos consumidores, os produtores tiveram que se preocupar mais com questões relacionadas a manejo, genética, alimentação, custos de produção e preços de venda”, diz a gerente técnica da FNP, Nadia Alcantara.

Neste quesito, os conceitos de segmentação de mercado e diferenciação de produto ganham importância. Além das preferências específicas, os fabricantes precisam apresentar ao comprador um produto com vantagens em relação ao dos concorrentes. Da perspectiva do consumidor, sistemas de rastreabilidade, marcas e rótulos tornam-se cada vez mais relevantes. Além disso, algumas transformações da sociedade também fazem grande diferença no mercado de carnes. É o caso, por exemplo, da inclusão quase total das mulheres no mercado de trabalho, o que reduziu o seu tempo disponível para cozinhar. Outro fator foi o aumento das pessoas que moram sozinhas. Esses motivos contribuíram para o crescimento da demanda de produtos de preparo rápido, levando à explosão do segmento de food service.

“O crescimento significativo da participação do food service no consumo global requer um rearranjo das estruturas de distribuição e também maiores investimentos em tecnologia”, diz Ferraz. “Os alimentos têm de ser oferecidos em porções menores e adequados a um público exigente.”

No caso das indústrias frigoríficas, principalmente das menores, o atendimento a segmentos específicos do mercado pode ser um caminho para a sobrevivência e até para a expansão. Empresas menores têm mais facilidade para adotar um relacionamento mais próximo e aberto com seus fornecedores. E também para mudar os procedimentos, visando atender a demandas específicas. Mas, em geral, têm mais dificuldade na mobilização de recursos para investir em novos produtos. “Já as maiores adotam estratégias de marketing para a carne bovina, o que inclui política de aproximação com seus fornecedores para garantir que o consumidor saiba a origem do produto”, considera Alcantara.

Na avaliação de Ferraz, dificilmente os participantes do mercado conseguirão se manter alheios às mudanças e “terão de se adaptar à nova realidade e desenvolver linhas de produtos de maior valor agregado”.

Sobre a Informa Economics FNP:

A Informa Economics FNP (www.informaecon-fnp.com) atua há mais de 20 anos em consultoria técnica e econômica voltada para o setor de agronegócios e agroenergia. É a divisão no Brasil da área de commodities agrícolas do Grupo Informa Economics, maior empresa de consultoria e informação para o agronegócio nos Estados Unidos. A Informa Economics, com suas operações nos EUA, na América do Sul e na Europa, é a principal empresa de informações de commodities agrícolas, pecuárias e de energia do mundo.

MAIS INFORMAÇÕES:

Ana Greghi - (11) 4504-1438 - ana.greghi@informaecon-fnp.com

Bruna Machado - (11) 4504-1452 - bruna.machado@informaecon-fnp.com

Felipe Cordeiro - (11) 4504-1442 - felipe.cordeiro@informaecon-fnp.com

Saiba mais:

Frigorífico médio tem de 'fatiar' gigante

Carne bovina: Informa prevê crescimento de 3% no consumo per capita neste ano


Brasil deve voltar a liderança global em carne bovina


Fonte: Informa Economics FNP

Compartilhe:

Índice

Consultoria
Projetos que englobam aspectos socioeconômicos, mercadológicos, técnicos e comerciais da atividade agropecuária.
Business Intelligence
Estudos de pesquisas de mercado, análises setoriais e competitivas.
Palestras
Confira as últimas apresentações dos analistas da Informa Economics FNP sobre as diversas áreas e segmentos do agronegócio.
Publicações
Anuários, boletins e relatórios em português e inglês.
Quem Somos | Pecuária | Grãos | Açúcar/Etanol | Terras | Insumos | Anualpec | Agrianual | Imprensa | Consultoria | Business Intelligence | Palestras | Publicações

Informa Economics IEG | FNP

Rua Bela Cintra, 967, 11º. Andar - CEP: 01415-000 São Paulo/SP - Brasil
Tel.: + 55 11 4504-1414 / 3017-6800 Fax: + 55 11 4504-1411