Informa Economics IEG | FNP is part of the Business Intelligence Division of Informa PLC
This site is operated by a business or businesses owned by Informa PLC and all copyright resides with them. Informa PLC's registered office is 5 Howick Place, London SW1P 1WG. Registered in England and Wales. Number 8860726
Informa



Imprensa

Receba nossa Newsletter



Subnotificação de peste suína pela China impulsiona ações de frigoríficos brasileiros na Brazil

05/07/2019 - Subnotificação de peste suína pela China impulsiona ações de frigoríficos brasileiros na Brazil

 As indicações de que as autoridades da China estão ocultando o real impacto do surto de peste suína africana fizeram as ações dos frigoríficos brasileiros dispararem na B3, na última segunda-feira (01).

Os papéis da BRF lideraram, seguidos de perto pelos de JBS. As ações de Marfrig e Minerva também subiram.

As ações da JBS aumentaram 5,5%, que em valor de mercado representou BRL3,2 bilhões (USD829 milhões), desta forma a empresa chegou a BRL61 bilhões (USD15,8 bilhões). A BRF teve uma alta de 8,67% dos papéis, o que significou um aumento de BRL2 bilhões (USD518 milhões), chegando a um valor de mercado de BRL26 bilhões (USD6,7 bilhões).

Segundo a Reuters, o número de animais sacrificados para conter a peste suína pode ser o dobro do oficialmente reportado pelo país asiático.

"Algo como 50% das porcas está morta", estimou à Agência, o veterinário Edgar Johnson, fundador a Enable Agricultural Technology Consulting, sediada em Pequim. Executivos de empresas de ração e genética suína disseram à agência que a queda em suas vendas embute uma redução de 40% a 50% do plantel suíno da China.

O banco brasileiro Bradesco BBI manteve a projeção de que o preço médio das proteínas subirá 9% neste ano e no próximo em decorrência da ASF. Se o problema for mesmo maior do que os dados chineses reportaram, a tendência é que os preços das carnes subam ainda mais. Cenário extremamente favorável aos frigoríficos no Brasil.

Em uma análise do banco, um aumento de 5% adicional dos preços das carnes pode elevar o Ebitda da BRF e da JBS em mais de 15% em 2020. No caso da Marfrig, a alta seria de 1%.

Em meio à peste suína, os frigoríficos já estão se beneficiando com embarques aos mercados estrangeiros. Segundo a Secretaria de Comércio Exterior (Secex), o Brasil exportou em junho deste ano, 55.700 toneladas de carne suína in natura, um aumento de 84,5% ante mesmo período do ano passado.

As demais carnes também aumentaram consideravelmente, sendo que a carne bovina in natura teve um crescimento de 104,6%, no mesmo período analisado, para 111.500 toneladas, enquanto a carne de frango in natura aumentou 61,5%, para 357.700 toneladas.

Em valor médio, as carnes suína e de frango in natura também aumentaram direcionadas pela maior demanda dos mercados asiáticos, em 18,3% e 9,1%, ante junho de 2018. Apenas a carne bovina in natura teve queda (-7,7%) do preço médio.

Fonte: Valor Econômico adaptado pela IEG|FNP

Compartilhe:

Índice

Consultoria
Projetos que englobam aspectos socioeconômicos, mercadológicos, técnicos e comerciais da atividade agropecuária.
Business Intelligence
Estudos de pesquisas de mercado, análises setoriais e competitivas.
Palestras
Confira as últimas apresentações dos analistas da Informa Economics FNP sobre as diversas áreas e segmentos do agronegócio.
Publicações
Anuários, boletins e relatórios em português e inglês.
Quem Somos | Pecuária | Grãos | Açúcar/Etanol | Terras | Insumos | Anualpec | Agrianual | Imprensa | Consultoria | Business Intelligence | Palestras | Publicações
Informa Economics IEG | FNP
Edifício Birmann 21 - Av. Doutora Ruth Cardoso, 7221 – 22º andar, São Paulo–SP
Tel.: + 55 11 4504-1414 / +55 11 98389-5172
e-mail: informaecon-fnp@informaecon-fnp.com