Informa Economics IEG | FNP is part of the Business Intelligence Division of Informa PLC
This site is operated by a business or businesses owned by Informa PLC and all copyright resides with them. Informa PLC's registered office is 5 Howick Place, London SW1P 1WG. Registered in England and Wales. Number 8860726
Informa



Imprensa

Receba nossa Newsletter



Em fevereiro deste ano, frigoríficos brasileiros valorizam R$ 9bilhões

08/02/2019 - Em fevereiro deste ano, frigoríficos brasileiros valorizam R$ 9bilhões

O valor de mercado das empresas brasileiras de carnes valorizou 16,9% desde dezembro. Impulsionado pela JBS, maior indústria de proteínas animais do mundo, esse grupo de companhias, que também inclui Marfrig e BRF, era avaliada em R$ 61,7 bilhões no fechamento da 1ª semana de fevereiro deste ano, R$ 8,9 bilhões a mais do que em dezembro.

A valorização das empresas na B3 – Bolsa de valores oficial do Brasil, é resultado da alta das ações que refletem a melhora no ciclo de produção da carne de frango no Brasil e do excepcional momento da indústria americana de carne bovina. As margens dos frigoríficos nos Estados Unidos, que em tempos normais ficavam em torno dos 4%, estão mais perto dos 10%.

Impulsionado pela agenda reformista do governo Bolsonaro, o Ibovespa, principal indicador de desempenho das ações negociadas na B3, reportou uma alta de 6,2% no ano até ontem (07). Os papéis de JBS e Marfrig, por sua vez, subiram 23,6% e 10,4%, respectivamente. As ações da BRF subiram menos (5,8%), devido ao receio do mercado com o plano de venda dos ativos da empresa. O valor de mercado da JBS, cujas ações sobem 46,3% nos últimos 12 meses, chegou a R$ 39,1 bilhões, o da Marfrig atingiu R$ 3,7 bilhões e o da BRF alcançou R$ 18,8 bilhões.

Nesse caso, a maior beneficiada é a JBS, que disputa a liderança do mercado americano de carne bovina com Tyson Foods e Cargill. A principal estratégia da JBS é o IPO na bolsa de Nova York (Nyse), o que permitirá a empresa brasileira um acesso a recursos mais baratos e diversificar as suas operações e portfólio na comparação com concorrentes como Tyson e Smithfield. Além disto, a diversificação da JBS irá mitigar riscos relacinados a doenças e restrições comerciais.

Segundo a agência de classificação de risco Fitch, as operações da JBS nas principais regiões geográficas, na América do Norte, Europa, América do Sul e Oceania, confere a empresa o perfil de empresa de proteína animal mais diversificada do mundo. Cenário que provem vantagens a empresa brasileira em relação a uma das suas principais concorrentes nos US, a Tyson Foods, exporta em faturamento 3 vezes a menos que a JBS e estar presente no mercado asiático é uma das estratégias da empresa norte-americana.

Com a aquisição da National Beef em 2018, a Marfrig também passou a participar do cenário norte-americano, além de se torna com a aquisição a 2ª maior empresa de proteína animal do mundo, atrás apenas da JBS. A exposição das empresas ao mercado dos Estados Unidos, é operacionalmente positivo para as empresas brasileiras do segmento.

 

Fonte: Valor Econômico adaptado pela IEG|FNP

Compartilhe:

Índice

Consultoria
Projetos que englobam aspectos socioeconômicos, mercadológicos, técnicos e comerciais da atividade agropecuária.
Business Intelligence
Estudos de pesquisas de mercado, análises setoriais e competitivas.
Palestras
Confira as últimas apresentações dos analistas da Informa Economics FNP sobre as diversas áreas e segmentos do agronegócio.
Publicações
Anuários, boletins e relatórios em português e inglês.
Quem Somos | Pecuária | Grãos | Açúcar/Etanol | Terras | Insumos | Anualpec | Agrianual | Imprensa | Consultoria | Business Intelligence | Palestras | Publicações
Informa Economics IEG | FNP
Edifício Birmann 21 - Av. Doutora Ruth Cardoso, 7221 – 22º andar, São Paulo–SP
Tel.: + 55 11 4504-1414 / +55 11 98389-5172
e-mail: informaecon-fnp@informaecon-fnp.com