Informa Economics IEG | FNP is part of the Business Intelligence Division of Informa PLC
This site is operated by a business or businesses owned by Informa PLC and all copyright resides with them. Informa PLC's registered office is 5 Howick Place, London SW1P 1WG. Registered in England and Wales. Number 8860726
Informa



Imprensa

Receba nossa Newsletter



Paralisação de caminhoneiros reduz em 8,3% abate de frangos no 2º trimestre

10/08/2018 - Paralisação de caminhoneiros reduz em 8,3% abate de frangos no 2º trimestre

A paralisação de caminhoneiros ocorrida ao longo de 11 dias no fim de maio e início de junho levou à queda de 8,3% no volume de abate de frangos no país no segundo trimestre de 2018, frente aos três primeiros meses do ano, apontou nesta quinta-feira (9) o IBGE.

De acordo com a pesquisa trimestral do Abate de Animais, o país deixou de abater 123 milhões de cabeças de frango na passagem do primeiro para o segundo trimestre do ano. De janeiro a março, 1,47 bilhão de cabeças de frango foram abatidas, enquanto no trimestre seguinte, esse número foi de 1,35 bilhão.

Na comparação anual, do segundo trimestre deste ano com igual período do ano passado, também houve queda, mas em menor intensidade, de 5,4%, ou de 45 milhões de cabeças de frango no período.

Entre as proteínas analisadas pelo IBGE, o frango foi a única que teve quedas expressivas no abate em razão da paralisação de caminhoneiros.

A mobilização dos caminhoneiros, que levou a bloqueios em diversas rodovias do país, gerou desabastecimento de alimentos in natura e combustíveis.

Produtores de frango perderam produção pela dificuldade em receber em suas fazendas ração para os animais. Sensíveis a mudanças na rotina, muitos frangos morreram antes da chegada do peso correto para o abate.

Segundo a ABPA (Associação Brasileira de Proteína Animal), antes da paralisação de caminhoneiros, o setor de frangos já vinha sofrendo impacto no segundo trimestre da alta dos custos de produção, principalmente das rações, em razão de aumentos de preços dos grãos em geral, como milho e soja, utilizados na alimentação dos animais.

A associação destaca ainda como fator negativo o caso ocorrido em abril passado, quando a União Europeia embargou a importação de frangos de 20 frigoríficos brasileiros por questões sanitárias. Esses dois casos somados à paralisação de caminhoneiros explicam, segundo a ABPA, a queda expressiva na produção de frangos no segundo trimestre deste ano.

Além dos frangos, o país teve queda no abate de bois e vacas, mas apenas na comparação do segundo trimestre deste ano com o trimestre imediatamente anterior. No período, houve queda de 0,4% no abate de bovinos em geral. Esse percentual representa 32 mil cabeças de gado abatidas a menos, de um total 7,69 milhões. Na comparação anual, do segundo trimestre com igual período do ano passado, houve aumento de 3,6% na quantidade de cabeças de gado abatidas no período.

 

Fonte: Folha de São Paulo adaptado pela IEG FNP

Compartilhe:

Índice

Consultoria
Projetos que englobam aspectos socioeconômicos, mercadológicos, técnicos e comerciais da atividade agropecuária.
Business Intelligence
Estudos de pesquisas de mercado, análises setoriais e competitivas.
Palestras
Confira as últimas apresentações dos analistas da Informa Economics FNP sobre as diversas áreas e segmentos do agronegócio.
Publicações
Anuários, boletins e relatórios em português e inglês.
Quem Somos | Pecuária | Grãos | Açúcar/Etanol | Terras | Insumos | Anualpec | Agrianual | Imprensa | Consultoria | Business Intelligence | Palestras | Publicações

Informa Economics IEG | FNP

Rua Bela Cintra, 967, 11º. Andar - CEP: 01415-000 São Paulo/SP - Brasil
Tel.: + 55 11 4504-1414 / 3017-6800 Fax: + 55 11 4504-1411