Informa Economics IEG | FNP is part of the Business Intelligence Division of Informa PLC
This site is operated by a business or businesses owned by Informa PLC and all copyright resides with them. Informa PLC's registered office is 5 Howick Place, London SW1P 1WG. Registered in England and Wales. Number 8860726
Informa



Imprensa

Receba nossa Newsletter



Bem-estar animal ou irracionalidade humana?

10/07/2018 - Bem-estar animal ou irracionalidade humana?

Bem-estar animal (BEA) é uma das agendas que mais crescem no mundo. Para muitos, o tema deveria ser considerado como o quarto grande pilar da sustentabilidade, ao lado de preservação ambiental, equidade social e eficiência econômica.

Não é para menos que muitas pessoas abraçam propostas legítimas de BEA, como a proibição da caça predatória e a adoção de melhores práticas na criação, transporte e abate de animais. O pecuarista é, aliás, o maior interessado em BEA, pois é ele quem determina a produtividade e a longevidade dos rebanhos, que é a essência da atividade.

Mas infelizmente projetos de lei equivocados e dogmáticos vêm ganhando força de lei no Brasil, sem terem sequer passado por debate científico adequado.

O segundo exemplo é o projeto de lei (PL 31-2018) que proíbe o embarque de gado em pé para a exportação no estado de São Paulo. Se aprovado, o projeto impactará exportações de US$ 280 milhões por ano num mercado que chega a US$ 8 bilhões no mundo, no qual concorremos com Europa, Canadá, Austrália e México.

Por razões econômicas, sanitárias ou de bem-estar animal, seria mais lógico exportar carnes prontas para consumo, em vez de animais vivos. Contudo, a irracionalidade humana faz com que dezenas de países prefiram importar animais para engorda e abate local, complementando a oferta e adicionando valor no próprio país. Comparados ao Brasil, esses países produzem carne em piores condições de produtividade, qualidade e sanidade.

É fato que uma minoria vegana defende que o ser humano não deveria ser carnívoro e que essa cadeia produtiva deveria ser literalmente extinta. Mas a grande maioria da população do planeta quer consumir volumes crescentes de proteína animal, e de carne bovina em particular. A pergunta é: essa carne não deveria ser produzida nos locais que têm melhores condições de chuvas, pastagens, animais selecionados e processamento? Adianta proibir a exportação de gado do país que tem o maior rebanho comercial do mundo e com isso estimular a produção em países com condições ultraprecárias de produção e bem-estar animal? Essa matéria deve se limitar apenas ao país?

BEA é um assunto sistêmico global, que precisa ser discutido com dados corretos, ciência, estratégia e inteligência.

 

Fonte: Folha de São Paulo adaptado pela IEG FNP

Compartilhe:

Índice

Consultoria
Projetos que englobam aspectos socioeconômicos, mercadológicos, técnicos e comerciais da atividade agropecuária.
Business Intelligence
Estudos de pesquisas de mercado, análises setoriais e competitivas.
Palestras
Confira as últimas apresentações dos analistas da Informa Economics FNP sobre as diversas áreas e segmentos do agronegócio.
Publicações
Anuários, boletins e relatórios em português e inglês.
Quem Somos | Pecuária | Grãos | Açúcar/Etanol | Terras | Insumos | Anualpec | Agrianual | Imprensa | Consultoria | Business Intelligence | Palestras | Publicações

Informa Economics IEG | FNP

Rua Bela Cintra, 967, 11º. Andar - CEP: 01415-000 São Paulo/SP - Brasil
Tel.: + 55 11 4504-1414 / 3017-6800 Fax: + 55 11 4504-1411