Informa Economics IEG | FNP is part of the Business Intelligence Division of Informa PLC
This site is operated by a business or businesses owned by Informa PLC and all copyright resides with them. Informa PLC's registered office is 5 Howick Place, London SW1P 1WG. Registered in England and Wales. Number 8860726
Informa



Imprensa

Receba nossa Newsletter



IEG FNP

06/04/2018 - Boi gordo: preços ganham sustentação

Nesta semana, houve uma tímida recuperação no fluxo de negociações no mercado físico do boi gordo. O início do mês de abril e a consequente capitalização da população devido ao pagamento dos salários trouxe consigo um cenário de sustentação para os preços dos principais cortes bovinos no mercado atacado. Com isso, apesar das indústrias seguirem receosas em ofertar preços acima dos patamares atuais nas negociações, boa parte delas recuou nas tentativas de emplacar preços inferiores à referência. Outro fator que colabora para a relativa firmeza das cotações do gado gordo é a persistência da restrição de oferta, dado que os preços ofertados pelas indústrias ainda estão inferiores àqueles pretendidos pela ponta produtora. Dessa forma, os preços referenciais nas principais praças produtoras se mantiveram lateralizados, com ajustes positivos concentrados naquelas regiões em que há maior dificuldade em estender as programações de abate.

No Mato Grosso, os preços foram ajustados positivamente nas praças de Cáceres e Tangará da Serra. Nessas regiões, a restrição de oferta dificulta extensão das escalas de abate para além de cinco dias úteis, mesmo por parte das indústrias frigoríficas de grande porte, que tradicionalmente operam com escalas de abate confortáveis. Em SP e MS, há maior dificuldade em desenrolar as negociações, devido à insistência das indústrias em testarem preços inferiores aos referenciais. No noroeste paulista, existem tentativas de compras até R$ 143/@ livre de Funrural, mas os preços de referência não convergiram para esses patamares, porque o volume de negociações efetivadas nesses preços é consideravelmente reduzido. Em Campo Grande e Três Lagoas (MS), as indústrias tentam emplacar preços R$ 1,00/@ inferiores aos referenciais, mas esbarram na restrição de oferta. Em TO, a aparente maior oferta de animais prontos para o abate facilita o desenrolar das negociações, e as programações de abate estão preenchidas para cerca de sete dias úteis, em média, sem necessidades de alterações nos preços. Em Minas Gerais, existem tentativas de compras a preços R$ 2,00/@ inferiores à referência em Belo Horizonte, com relativo sucesso apenas nas negociações envolvendo lotes pequenos. No Triângulo Mineiro, houve consolidação de preços R$ 1,00/@ abaixo do fechamento da última semana, devido à relativa maior oferta de animais terminados.

No mercado atacado, a tímida recuperação do consumo interno, juntamente com as expectativas positivas para as vendas do próximo final de semana, gerou um cenário de sustentação para os preços dos principais cortes bovinos. Em relação ao fechamento da última semana, o traseiro e o dianteiro foram ajustados positivamente em 3,57% e 2,6%, respectivamente.

 

Fonte: IEG FNP

Compartilhe:

Índice

Consultoria
Projetos que englobam aspectos socioeconômicos, mercadológicos, técnicos e comerciais da atividade agropecuária.
Business Intelligence
Estudos de pesquisas de mercado, análises setoriais e competitivas.
Palestras
Confira as últimas apresentações dos analistas da Informa Economics FNP sobre as diversas áreas e segmentos do agronegócio.
Publicações
Anuários, boletins e relatórios em português e inglês.
Quem Somos | Pecuária | Grãos | Açúcar/Etanol | Terras | Insumos | Anualpec | Agrianual | Imprensa | Consultoria | Business Intelligence | Palestras | Publicações

Informa Economics IEG | FNP

Rua Bela Cintra, 967, 11º. Andar - CEP: 01415-000 São Paulo/SP - Brasil
Tel.: + 55 11 4504-1414 / 3017-6800 Fax: + 55 11 4504-1411